Estudo inédito desenvolve método capaz de prever frequência dos efeitos colaterais de medicamentos

Os pesquisadores da Escola de Matemática Aplicada (FGV EMAp), Alberto Paccanaro e Diego Galeano, são pioneiros no desenvolvimento de um método que prevê a frequência dos efeitos colaterais de medicamentos. O estudo inédito, desenvolvido com a colaboração de do dr. Shantao Li (Stanford University) e o professor Mark Gerstein (Yale University) foi publicado recentemente pela revista Nature Communications.

A identificação das frequências de efeitos colaterais de medicamentos na população é considerada um desafio central para o processo de desenvolvimento de medicamentos, pois até hoje, tais frequências apenas podem ser determinadas de forma experimental, por meio de testes clínicos, em um processo com numerosas limitações onde alguns dos reais efeitos colaterais só são descobertos após a droga ser lançada no mercado.

A descoberta desenvolvida por Paccanaro e Galeano representa, portanto, um divisor de águas por ser o primeiro método de previsão computacional da frequência dos efeitos colaterais de medicamentos na população. O algoritmo de inteligência artificial desenvolvido, com base em decomposição de matriz, aprende um pequeno grupo de componentes (fatores latentes) que codificam a interação biológica entre as drogas e os efeitos colaterais correspondentes de múltiplos tipos de drogas.

Contato

Porto Alegre


  • Av. Praia de Belas, nº 1212, Torre Norte, 7º andar, sala 704
  • (51) 3230-4400
  • (51) 99110-6820
  • Segunda a Sexta, das 8h30 às 18h

Novo Hamburgo


  • Rua Araxá, 750 - Bairro Ideal
  • (51) 3065-6437
  • (51) 99997-6687
  • Segunda a sexta, das 8h30 às 18h

Tour Virtual - Unidade Porto Alegre


Inicie o Tour Virtual

Clique para Ligar
Fale por WhatsApp

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies. e a nossa Política de Privacidade.